Paleta de cores para o Ano Novo

O Natal já passou. É chegada a hora de pensar em qual roupa vestir na noite da virada, sem se esquecer que a cor da peça reflete no que mais se deseja para o próximo ano: amor, paixão, dinheiro, saúde...  

Você sabia que comunidades antigas expressavam esses desejos através de rituais? Jogava-se fora roupas e objetos, querendo eliminar de suas vidas tudo que estivesse envelhecido, e se banhavam em rios ou mar para acolher boas vibrações e renovar as energias. 

No Brasil, usar roupas brancas no Réveillon se tornou quase que uma obrigatoriedade. E dessa mania surgiram as superstições. Fazemos planos para o futuro, pensamos em como nos comportar e em nossas vestimentas. Como moramos em um país tropical, onde o sol reina a maior parte do ano, roupas leves são mais apropriadas. Assim como cores vibrantes que são a cara do verão. 

Relação de cores e seus significados

O que você deseja em 2012? Veja o significado de cada cor, escolha a que melhor retrata seu momento e arrase na virada do ano. 


Branco: Sugere pureza, ordem, simplicidade e hamonia. É expressiva, estimula os sentidos, realça o bronzeado, mas em excesso promove o cansaço e a depressão. 

Preto: É uma cor sóbria, indica o silêncio. Quando brilhante, sugere nobreza, distinção e elegância.

Cinza: Como as cores expressam o estado de nossa alma, o cinza revela que estamos com incertezas ou neutra. É o próprio símbolo da indecisão e da ausência de energia. Quanto mais sóbrio, mais se está desanimada e na monotonia.

Vermelho: Significa força, dinamismo. Funciona como estimulante, tem ação poderosa sobre o estado de ânimo. É uma cor quente e que deve ser usado com cautela, pois é enervante. Transborda vida e agitação. 




Laranja: Sua função é estimular e alegrar. É uma cor contagiante e quente, que transborda irradiação, expansão e é acolhedora. 

Amarelo: Ela age direto no nosso sistema nervoso central. É muito luminosa, vibrante e forte. Atrai a atenção com facilidade, estimula a ação, o encorajamento e as realizações. 

Verde: Cor universal da natureza. Tem efeito calmante, relaxante, frescor, harmonia e equilíbrio. 

Azul: Efeito calmante e repousante. Cor profunda. Preferida por adultos, pois traz uma certa maturidade. 

Roxo: Equivalente a um pensamento místico, ao mistério. Remete à nobreza e ao poder.

Marrom: Emana a impressão de algo denso. Sugere segurança e solidez. 

Rosa: É uma cor delicada, sugere feminilidade e afeição. É a tonalidade dos românticos e sonhadores.


Por Tatiana Bruzzi

Publicado em Dezembro de 2012

Read More

Nascimento, uma caixinha-surpresa

O nascimento de uma criança traz alegria à família, principalmente aos pais que esperam ter um bebê lindo e saudável. Entretanto, durante a gestação, podem ocorrer surpresas contrárias ao desejo de todos e só reveladas na hora do parto. São casos em que o herdeiro vem à luz com alguma deformidade que choca à primeira vista. A síndrome de Crouzon, por exemplo, constitui um dos tipos do grupo das craniossinostoses, denominação dada à soldadura precoce de uma ou mais suturas cranianas.

A síndrome de Crouzon ou disostose craniofacial foi descrita pela primeira vez no ano de 1921 por Louis Crouzon. Trata-se de uma deformidade em que a criança apresenta oxicefalia - malformação da caixa craniana onde a cabeça é achatada lateralmente, a testa muito levantada e a região occipital alongada para o alto; hipertelorismo - afastamento excessivo dos olhos, com alargamento da raiz do nariz, que toma sua forma de “bico de papagaio”; hipoplasia maxilar - uma ponte nasal deprimida.

Tais anomalias são consequências da compressão cerebral provocada pela fusão precoce das suturas cranianas, impedindo o aumento normal do cérebro da criança - que é de 85% nos seis primeiros meses em relação ao seu peso por ocasião do nascimento, e 135% no fim do primeiro ano de vida. Além de deformidade craniofacial, podem ocorrer cegueira, convulsões e algum grau de atraso no desenvolvimento mental, mas a parte física é a que fica mais afetada. Assim, a importância do diagnóstico precoce das craniossinostoses é óbvia - observa o neurologista Sérgio Rosemberg, chefe do setor de Neuropediatria da Santa Casa de São Paulo.

Segundo o neurologista, o diagnóstico pode ser feito ou suspeitado ao nascer: o crânio do recém-nascido mostra obliteração de áreas normalmente abertas, como as fontanelas. No momento do nascimento, os ossos que formam o crânio ainda não estão totalmente ossificados nem soldados entre si, uma condição extremamente útil para que a cabeça seja moldável e se possa deformar ao ser comprimida ao longo da sua passagem pelo canal do parto. Por conta disso, os ossos do crânio deixam, em alguns sectores da cabeça do bebê, alguns espaços entre si ocupados por uma membrana cartilagínea flexível, perceptíveis como áreas moles à palpação, designadas fontanelas e popularmente conhecidas por moleiras. Portanto, a soldadura precoce desses espaços ocasiona a craniossinostose.



A deformação craniana congênita inicia-se na vida embrionária e, na maioria das vezes, é de causa desconhecida. De acordo com os estudos publicados no compêndio “Pediatria, Diagnóstico+ Tratamento”, organizado pelo Doutor Jayme Murahovschi, nas formas pós- natais, o raquitismo vitamino-D-resistente, o raquitismo por deficiência de vitamina D, a hipofosfatasia, a hipercalcêmica idiopática, a hiperdosagem de hormônio tireoidiano no tratamento do hipotireoidismo podem provocar craniossinostose. Nas formas associadas a outras malformações congênitas, constituindo várias síndromes, a craniossinostose pode ser hereditária.

Além da Síndrome de Crouzon, existem outras sinostoses associadas a malformações, principalmente sindactilias (mãos e pés com fusão dos dedos), como a Síndrome de Apert e a Síndrome de Conrad (condrodistrofia com calcificações). De acordo com o médico do Departamento Materno-Infantil do Hospital Israelita Albert Einstein, Jairo Len, é fundamental o diagnóstico precoce para correção das alterações craniofaciais que necessitam de intervenção cirúrgica. O tratamento multidisciplinar é fundamental: fisioterapia, oftalmologia, fonoterapia, terapia ocupacional e psicopedagogia são alguns elementos importantes para garantir uma boa qualidade de vida.

Por Maria Oliveira
 
Publicado em Dezembro de 2011

Read More

O Natal e a crise

Dezembro chegou e a decoração dos shoppings já nos lembra de que “Então é Natal”! Logo, é tempo de gastar dinheiro com presentes e festas de confraternização. Mas é hora também de cautela ao se fazer um crediário, ou se deixar seduzir por ofertas que acumulem dívidas intermináveis. Afinal, como na versão de Claudio Rabello para a música de John Lennon /Yoko Ono, “o ano termina e nasce outra vez”.

O desejo de consumir é inerente à sociedade pós-moderna. Quem não participa dessa lógica é considerado um excluído, o que gera insatisfação e revolta. Assim aconteceu em Londres, em agosto deste ano, quando jovens de classes baixas saquearam e queimaram lojas.

Para o sociólogo Zygmunt Bauman, autor de livros voltados para o tema, como “Vida para Consumo”, o que aconteceu na capital britânica é um reflexo da desigualdade social e do consumismo exacerbado. E faz uma crítica a políticas engajadas ao sistema financeiro: “Busca da felicidade não deve ser atrelada a indicadores de riqueza”.

Outro movimento inspirado na desigualdade econômica, o Ocupem Wall Street, que começou em setembro no distrito financeiro de Nova York, se espalhou por demais cidades americanas e pelo mundo. Os participantes corroboram com a ideia de Bauman, ao dizerem que as estruturas políticas devem servir o povo e não apenas aqueles que acumulam riqueza e poder.



Em meio à crise financeira mundial, a boa notícia, divulgada pela Confederação Nacional do Comércio (CNC), é que o total de famílias brasileiras endividadas atingiu em novembro o menor índice do ano. Isso significa que a intenção de consumo das famílias (ICF) pode subir.

A notícia animou os varejistas que esperam um aumento de 10% a 15% nas vendas neste fim de ano. “Mesmo em ritmo menor, as famílias se mostram mais confiantes tanto em relação ao emprego quanto à renda, impactando poisitivamente no resultado mensal”, afirma o economista da Confederação, Bruno Fernandes.
Entretanto, pesquisas e teorias à parte, o que está em questão mesmo é a festa Natalina. Nesta, o consumidor, influenciado pela propaganda e pressionado pelos filhos que querem o presente prometido por Papai Noel, acaba se rendendo ao apelo das lojas. Resultado: compra no cheque pré-datado, cartão ou carnê, em prestações a perder de vista, e deixa o problema para o ano seguinte. Afinal, a recompensa do esforço virá nas carinhas felizes das crianças, ao desatarem a fita dos embrulhos, e realizarem o sonho de ganhar um playstation, uma bicicleta ou, no caso da menina, uma boneca da coleção Monster High. Então é Natal!

Por Maria Oliveira

Publicado em Dezembro de 2011

Read More

Cada um no seu quadrado

Todas nós concordamos que encontrar o homem ideal não é uma tarefa fácil. Definido o público alvo, requer muita pesquisa de mercado, planejamento e a constante manutenção do produto.

Se os homens viessem com seus manuais de instruções autalizados, perderíamos menos tempo tentando entender como funcionam. Mas isso infelizmente não acontece.

E quando a dúvida bate o melhor a fazer é apostar na relação sem perder o foco. Você quer um namorado! Alguém para conversar, rir, curtir programinhas românticos. Um companheiro nas horas boas e ombro caloroso nas difíceis.

Agora, o caldo começa a entornar quando ele não sabe bem o significado da palavra namorada e estipula tarefas que estão além das reais obrigações que competem a sua atual companheira.

Manual de um bom relacionamento

Namorada dedicada é aquela que trata o namorado com carinho, escuta paciente as reclamações dele em relação aos colegas de trabalho, aceita acompanhá-lo na pelada da manhã de sábado e não se importa com o fato de ele se parecer mais com o Shrek do que o príncipe da Cinderela.

Em compensação, ela deseja que ele a compreenda quando o troca por uma barra de chocolate durante a TPM, que a leve ao shopping domingo à tarde para comprar um par de sapatos e tenha tempo disponível para discutir a relação sempre que ela achar necessário.

A busca por um relacionamento a dois pode ser mais simples do que se imagina. Basta apenas baseá-la em pequenas doses de carinho e sinceridade, respeitar a individualidade de cada um e amar sempre que possível.

Dicas de como tratar o seu namorado

A gente já sabe como deseja ser tratada, mas nem sempre como agir com o namorado. É chegada a hora de tirar suas dúvidas!


1 - Seja carinhosa. O homem pode ser um brutamonte, mas ele gosta de carinho. Contanto, que não seja excessivo. Caso contrário, fica meloso demais.

2 – Tenha um bom papo. Homens gostam de mulheres que sabem conversar. Não seja apenas corpo, tenha também conteúdo.

3 – Seja sincera, apesar de saber que os homens mentem. Se for sincera, ficará mais difícil para ele mentir por causa do senso de honra.

4 – Não cobre! Homens não gostam de estarem pressionados. Diga apenas uma vez, pois se ele quiser vai fazer de qualquer jeito. A pressão só diminuirá a possibilidade de ele lhe agradar.

5 – Não tente prendê-lo. Homem gosta de liberdade. Portanto, se está namorando sério é porque gosta de você. Dê liberdade para ele se encontrar com os amigos. Quanto mais desconfiada e ciumenta você for, mais fácil será para ele querer fugir de você.

6 – O trate como amigo. Quando não estiver se agarrando com ele, converse como se fossem amigos de longa data. E chame-o pelo nome, caso esteja na frente de outras pessoas, pois alguns não gostam de apelidos. Tenha uma conversa aberta e respeite sua opinião, por mais grossa que seja.

7 – Ao invés de brigar, tente conversar. Tudo tem explicação e ele vai tentar convencê-la de seus motivos. Cabe a você aceitar como verdade ou não.

8 – Tenham vida própria. Nada mais destrutivo para a relação do que viver a vida do outro. Devem-se compartilhar algumas coisas, como projetos, mas cada um tem seus desejos e amigos. Até porque relacionamentos não são eternos.

9 – Não tente consertar cada defeito que você vê nele, atente-se só para os insuportáveis. Reflita: se ele fosse realmente assim como você desejaria, será que iria se interessar por ele?

10 - Não seja a mãe, seja a mulher.

Por Tatiana Bruzzi

Publicado em novembro de 2011

Read More

De bem com o meu corpo

Com o verão se aproximando, tudo o que a gente quer é se livrar do amarelo escritório em que nossa pele se transformou. E para isso, bora correr para a praia. Porém, uma a cada 10 mulheres não está satisfeita com o próprio corpo.

Por conta disso, exita um pouco na hora de colocar o biquíni. Quando isso acontece, temos duas alternativas. A primeira é correr para academia e malhar feito uma louca. Já a segunda, escolher a peça que valorize o que Deus lhe deu.

Pensando nisso, o Espetaculosas selecionou algumas dicas ótima. Leia com atenção, descubra qual o melhor modelo de biquíni para você e depois, corra para o shopping. Afinal, o verão já está batendo à sua porta e você não vai querer deixar a melhor estação do ano passar em branco.  



Com que biquíni eu vou?


- Seios pequenos pedem tops com bojo - o amarradinho é uma ótima opção e se for estampado, melhor ainda. Pois eles chamam mais atenção para a região. 

- Mulheres de seios grandes - invistam em tops bem estruturados, principalmente os meia-taça. 



- Quadris largos -  o ideal são tangas com abas largas. Já biquínis com lacinhos e amarrações nas laterais deve ser evitados.
- Se você tem a barriguinha saliente - disfarce optando por modelos com cintura mais alta. 

- Pouca cintura - use modelitos com franzidos, amarrações e detalhes nas laterais, pois valorizam esse tipo de corpo. 



- Mulheres magrinhas e com quadril estreito - tangas com amarrações, franzidos, top com bojo e estampados estão liberados. 



- Mulheres gordinhas - devem escolher modelos com a cintura mais alta, frente única e meia taça.
Arrumando as malas

Já está planejando as férias de verão, mas não sabe o que levar na nécessaire? O Espetaculosas te ensina a preparar o seu kit viagem. Confira! 

Trio de Lápis colorido para olhos:

- Leve três cores de lápis: preto, marrom e bege. O primeiro para destacar os olhos e fazer delineado nas pálpebras, principalmente na night. O segundo é perfeito para makes naturais. Já o terceiro, pode ser usado na linha d'água, para abrir o olhar. 
Base em mousse:

- O produto em mousse é mais prático na hora de viajar, assim você não precisa se preocupar com a possibilidade do produto vazar na bolsa. Essa base é ótima nas estações mais quentes, pois segura bem a oleosidade. Leve dois tons: um cor de pele e outro um tom mais corado.
Corretivo:

- Use sempre um tom mais claro que a sua pele e leve um corretivo em creme.

Blush:

- Opte por blush em creme também pela questão da praticidade. Caso você não goste, leve um em pó.


Batom:

- Leve sempre dois. Nude para usar de dia e uma cor mais forte para a noite.

Kit de pincéis:

- Ande com um kit de pincéis pequenos, pois cabem perfeitamente na bolsa.

Curvex e máscara para cílios:

- A máscara não pode faltar e o curvex ajuda a criar um look bacana.

Lenço demaquilante:

- Item mais que indispensável!

Por Tatiana Bruzzi

Publicado em Novembro de 2011

Read More

Deve ser amor

Um dia comecei a prestar atenção em um rapaz, mas confesso que de longe ele me lembrava uma outra pessoa. Alguém pelo qual senti o chamado amor platônico, aquele que dificilmente se concretiza. Está ali, apenas aos olhos de quem observa e, dificilmente, nos de quem é observado.

Como o nome mesmo sugere, "Platônico" vem de Platão, justamente porque o filósofo grego acreditava na existência de dois mundos. O das ideias, onde tudo seria perfeito e eterno. E o mundo real, finito e imperfeito, cópia mal-acabada daquele que seria o mundo ideal.

Durante um tempo, essa história acabou por tomar dois caminhos paralelos. Primeiro, comecei a acreditar que talvez fosse verdade. Ou seja, ele também poderia estar me observando. Por outro lado, não acreditava que aquilo pudesse estar acontecendo comigo.

Um dos maiores problemas do amor platônico é justamente fantasiar não apenas uma relação, como também situações. "Será que ao ser observado, ele também estava me olhando quando eu passava na rua ou me aproximava da janela?". Por mais insano que possa parecer, só quem já sentiu sabe do que eu estou falando.

O tempo passou e eu sempre tentando interpretar cada movimento, antes que essa história tomasse uma proporção maior do que eu conseguisse suportar. Até que um dia decidi que iria acabar com esta dúvida de uma vez por todas.

Conversando com amigas, ambas começaram a me aconselhar em relação a essa história. A primeira queria que eu provocasse uma situação para ver qual seria "sua reação". Já a segunda, que eu fosse mais direta. Chegasse mesmo, na lata, puxasse conversa e visse qual "sua reação".

A terceira foi mais cautelosa, porém impetuosa, ela mesma tomou a frente e começou a indagar sobre a atual situação dele. Se era solteiro, casado, enrolado, gay... essas coisas.

Conforme ela descobria algo mais, me contava. E assim, essa história foi estendida por algum tempo, até eu ficar sabendo que ele iria se mudar de onde estava. A notícia foi como um balde de água fria. Naquele momento,confesso, meu mundo caiu.

Chorei horrores, sofri mesmo por alguém que, até então, não conhecia o som da sua voz. E ver sua partida foi uma das imagens mais tristes que meus olhos presenciaram este ano. Por mais incrível, e exagerado, que isso possa parecer.

O tempo passou e, todos os dias, quando eu passava em frente a sua loja, pensava se voltaria a vê-lo. A ponto de um dia dizer: "se for para ser, que eu o veja novamente, como uma espécie de sinal". E assim foi!

Na primeira vez ele veio rapidamente. Já na segunda, ficou um pouco mais. Quando me dei conta, estava sempre por aqui. E tudo voltou a ser como antes, os mesmos olhares assustados e esbarrões discretos.

Sua antiga loja já não é mais a mesma. Uma imensa obra está transformando em outro negócio que, naturalmente, também o pertence. Ou seja, é a prova que desta vez veio para ficar.

Sei que preciso tomar logo uma atitude, até mesmo para não continuar imaginando como seria se... Mas, antes de mais nada, a sensação de que nem tudo está perdido deu um up em minha vida. E é por essa nova história que eu estou me guiando.

Beijos,

Josie!

Read More

125 anos da Coca-Cola

No almoço em família, aniversário das crianças ou lanche da escola, não importa a comemoração, desde que ela seja regada a uma boa e gelada Coca-Cola.

Há exatos 125 anos essa bebida mundialmente querida dava seus primeiros passos rumo ao sucesso e o Espetaculosas não podia deixar essa data passar despercebida.

No dia 8 de maio de 1886, era vendida a primeira garrafa de Coca-Cola, nome dado por Frank Robinson, contador do criador original do produto, John Pemberton, que utilizou a sua própria caligrafia para fazer o logotipo.

A história do refrigerante começa com a chegada do farmacêutico Pemberton na cidade de Atlanta, Estados Unidos. Logo após servir a Guerra Civil americana, o jovem estava disposto a mudar de vida e correr atrás de clientela para comprar suas ideias e medicamentos, mas Pemberton não tinha muita habilidade para vendas e, por isso, o fracasso sempre o perseguiu. Até que se juntou ao contador Frank Robinson, que acabou tornando-se seu sócio.

O projeto foi para nas mãos do vendedor Asa Candler, que transformou a Coca-Cola em um grande negócio criando formas brilhantes de apresentar a nova bebida ao consumidor, através da distribuição de cupons que incentivavam experimentar o produto. Além disso, produziu relógios, balanças e calendários com a marca, fazendo com que a propaganda funcionasse.




Em 1894, Joseph Biedenharn, um comerciante do Mississipi, coloca a bebida em garrafa e a oferece a Candler, que não fica muito entusiasmado com a novidade. Apesar de ser um homem de negócios, inovador e brilhante, ele não conseguia imaginar que o segredo para o sucesso da bebida seria vendê-las em garrafas portáteis, facilitando o consumidor a levar para onde quiser, mas acabou percebendo que sim.

O sucesso foi tanto que em 1895 Candler já havia construído fábricas em Chicago, Dallas e Los Angeles. E, quatro anos depois, chegou a vender os direitos de exclusividade para engarrafar e comercializar a bebida aos advogados Benjamin F. Thomas e Joseph B. Whitehead por apenas 1 dolar.

A pretinha mais querida do mundo

Com o tempo, a imitação da bebida passou a ser vista como a forma mais explícita de se demonstrar admiração. E a propaganda deu ênfase à autenticidade da Coca-Cola, tomando conta da publicidade e sugerindo aos consumidores que não abrissem mão da legítima.

A empresa criou um novo formato de garrafa, dando maiores garantias de autenticidade. Em 1916, a Root Glass Company, uma empresa de Indiana, iniciou a fabricação da famosa garrafa “contour” que, em 1961, ganharia a condição legal de “marca registrada” exclusiva da Coca-Cola, honra conferida a poucas embalagens.

A embalagem é escolhida por causa de sua aparência atrativa, design original e pelo fato de, mesmo no escuro, o consumidor conseguir identificá-la.



A Coca-Cola cresceu rapidamente e se expandiu por todo os Estados Unidos, atravessando fronteiras e seus produtos chegam a Cuba, Porto Rico, França e outros países. Em 1900 existiam apenas dois fabricantes e em 1920 eles chegaram a marca de 1.000.

Desde a produção do primeiro lote de bebidas, as garrafas da Coca-Cola sofreram mudanças em seu formato em busca de uma melhor adaptação do produto com o cliente, assim como várias formas de promover suas vendas.

A original

Ninguém causou tanto impacto na Coca-Cola Company como Robert Woodruff. Seu pai comprou a empresa de Candler em 1918 e o jovem assumiu a presidência cinco anos depois.

Foi Candler quem introduz a Coca-Cola no mercado americano, mas a Woodruff coube a consolidação da marca e liderança da Coca-Cola em todo o mundo durante os 60 anos em que ficou no comando da empresa.

Gênio do marketing, ele viu oportunidades de expansão e conquistou o mercado com campanhas inovadoras. A Coca-Cola viajou com a equipe americana para a Olimpíada de Amsterdã, em 1928, e logo foi estampada nos trenós de corridas de cachorro no Canadá e nas paredes das arenas de touros, na Espanha.

Ele alavancou o desenvolvimento e a distribuição dos produtos através da embalagem six-pack, das geladeiras horizontais e outras inovações que tornaram a marca mais apreciada.

Quando ficou claro que as donas de casa preferiam as embalagens six-pack, a empresa enviou mulheres de porta em porta para instalar gratuitamente um abridor de parede com a marca Coca-Cola. Esse é exatamente o tipo de pensamento que norteia a liderança de Woodruff e faz da Coca-Cola não só um grande sucesso, mas parte da vida das pessoas.

Os anos 90 foram uma década de crescimento contínuo para a marca, graças a ligação da empresa com os esportes, apoiando principais eventos esportivos mundiais, como os Jogos Olímpicos e a Copa do Mundo de Futebol.

Novos mercados se abriram quando a Coca-Cola passou a ser vendida na Alemanha Oriental, em 1990, e retornou à Índia, em 1993.

A empresa também começou a atuar em outros segmentos do mercado de bebidas e intensificou a aquisição de importantes marcas presentes em vários países. Neste mesmo ano é lançada a campanha “Always Coca-Cola”, surgindo logo em seguida o urso polar, que acompanha a marca até hoje, principalmente na época do Natal.

Tendo uma linha de produtos em franca expansão e um consumo diário crescente, a Coca-Cola é uma empresa que não se acomoda, enxergando cada vez mais novas oportunidades de crescimento. Com aproximadamente 400 marcas presentes em mais de 200 países, é correto dizer que a marca possui consumidores em todo o planeta.

E, diante de tamanho crescimento e criatividade, aliada ao grande tradicionalismo, a marca é considerada uma das mais caras e com maior influência no mundo todo.
 
Por Tatiana Bruzzi
 
Publicado em Novembro de 2011

Read More

Color block

Aposte nesta tendência


Quando surge uma tendência, de imediato acreditamos se tratar de modismo e, por isso, nem sempre levamos a sério. Mas basta todo mundo começar a usar, principalmente personalidades famosas, para querermos investir. E foi assim com o color block.

A moda color block nada mais é do que usar "bloco de cores" em seu look, peças com duas ou mais cores que aparecem em blocos, semelhantes a listras, em uma mesma produção. E as tonalidades podem ser vibrantes ou não, dependendo do estilo de cada um.

Atualmente a personalidade que mais adota esse tipo de look é a cantora teen Kate Perry, abusando de cores fortes e vibrantes.
Já no Brasil é possível ver as atrizes Carolina Dieckmann e Sophie Charlotte investindo em modelitos color blocking, porém de forma bem sutil e delicada, onde as cores sóbrias têm mais espaço.

A verdade é que, independente de você ser celebridade ou não, o visual cai bem na maioria das mulheres.



E o que é melhor, chegou para ficar. Apesar de estarmos no início da primavera, a moda color block vai se estender para o verão. Pensando nisso, nós do Espetaculosas separamos ótimas dicas para você montar seu look e ficar linda na estação mais quente do ano. Confira!


Monte seu look color block e arrase no próximo verão


A combinações de cores vibrantes em um mesmo look estará em evidência nas próximas estações. Laranja, roxo, verde e rosa entrarão com tudo no verão 2012 e combiná-las será a tarefa de quem deseja fazer bonito nas ruas.

- Cores vibrantes

Não é necessário combinar apenas os tons de determinada cor, mas misturar as cores com harmonia. Para as mulheres mais discretas, os tons pastéis são perfeitos. Eleger uma peça de cor forte e usar a mesma cor em tons diferentes também é uma ótima opção para começar a se acostumar com o estilo. Opte apenas em uma peça de tom forte e combine-a com acessórios coloridos, como por exemplo uma saia rosa com carteira laranja ou blusa roxa com sapato verde.

- Qual tom usar

Como no color block as cores são combinadas de acordo com o estilo de cada um, vale misturar tons claros aos escuros. Mas antes de sair por aí, dê uma olhada no espelho. Algumas combinações ficam ótimas na prática, mas na teoria não funcionam. Aposte também em uma única peça mais vibrante, enquanto que as outras em tonalidades mais escuras. Use sua criatividade! Um pouco de ousadia não faz mal a ninguém.


- Com que roupa eu vou?

Durante o dia misture tons vibrantes com outros mais amenos. Já a noite, use e abuse das combinações sóbrias.

- Sobreposições

Combine tons próximos e invista em cores neutras nas outras peças, como uma combinação de blusas roxo escuro com um tom de roxo mais claro e uma calça jeans.

- A cor do verão

O número de combinações que não dão certo é baixo, mas para não errar invista em combinações básicas que são certeiras: laranja + roxo, laranja + verde, roxo + verde, roxo + rosa, rosa + verde, rosa + azul bic, vermelho + amarelo, vermelho + roxo, vermelho + azul. Agora, se você não quer errar no verão, a cor da estação vai mesmo ser o laranja., que combina perfeitamente com o pink.


- Nos pés

Existem modelos de sandálias com a tonalidade perfeita. Caso o sapato combine três cores ou mais, tome cuidado para não pesar no seu look. Neste caso, opte por roupas nas cores neutras. Já para sapatos em duas cores fortes, use mais uma cor forte no modelito.

- Acessórios

Pegue leve nos acessórios. Se usar apenas uma peça colorida, invista em um acessório colorido. Agora, se o visual abusar das cores vibrantes, aposte em um acessório de cor neutra. Lembre-se: você não vai para um baile de carnaval!

- Biotipo

Mulheres magras podem abusar do estilo, misturando cores e tons inusitados sem se preocupar com o corpo. Já as gordinhas, estas precisam tomar alguns cuidados. Cores fortes dão a impressão de volume. Por isso, invista em apenas uma peça colorida, de preferência uma blusa, um sapato ou um acessório. Caso deseje usar uma calça de cor forte, opte por tons mais fechados como o roxo escuro.

- Make

Vestida dos pés a cabeça de color block? Neste caso, o make deve ser clean. Faça uma maquiagem básica, com lápis de olho, rímel, batom cor da boca e um blush suave. Caso apenas uma peça for colorida, aí vale investir em um make com tons mais vivos, principalmente os que valorizam o olhar. Aposte em um delineador ou batom de cor vibrante. Você vai ficar ótima e na moda.

Tabela de cores

- Rosa combina com... verde.

- Verde combina com... roxo

- Roxo combina com...laranja

- Laranja combina com.. Pink

- Pink combina com...verde

- Amarelo combina com azul bic

- Azul combina com vermelho

- Vermelho combina com...verde

Por Tatiana Bruzzi

Publicado em Novembro de 2011

Read More

O Câncer na berlinda

A informação de que o câncer na laringe, diagnosticado no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, tem como principais causas o hábito de fumar e o de ingerir bebidas alcoólicas, traz à luz outro tipo de tumor com sintomas parecidos: o câncer de boca.

O câncer de boca atinge a cavidade oral (mucosa bucal, gengivas, palato duro, língua oral e assoalho da boca). Por conta da doença outras regiões do rosto são atingidas-incluindo olhos, bochechas e orelhas. Nesse caso, é preciso a retirada das áreas comprometidas e o implante de próteses e tecidos.

A incidência de tumor labial é maior em pessoas brancas, com mais de 40 anos, sendo que o lábio inferior é mais afetado em relação ao superior. Assim como o câncer de laringe, os principais fatores de risco são o fumo e a ingestão de bebidas alcoólicas.

Há também o risco de contaminação pelo vírus HPV, contraído em relações sexuais. A doença atinge a quase 15 mil brasileiros por ano, segundo dados divulgados pela Campanha Nacional Contra o Câncer de Boca.

O aparecimento de feridas na boca, que não cicatrizam em uma semana, pode ser sinal da doença. É importante fazer um autoexame para detectar manchas esbranquiçadas ou avermelhadas nos lábios ou na mucosa bucal.
 
 
 
 
Dificuldade para falar, mastigar e engolir, sangramento na boca, além de rouquidão, emagrecimento acentuado, dor e presença de linfadenomegalia cervical (caroço no pescoço) são sinais de câncer de boca em em estágio avançado.

A prevenção e o diagnóstico precoce são imprescindíveis para a eficácia do tratamento. Recomenda-se um controle odontológico, além de uma dieta saudável, rica em vegetais e frutas. Deve-se também proteger os lábios da exposição ao sol usando filtro solar e chapéu de aba larga. Combater o tabagismo é igualmente importante na prevenção deste tipo de câncer.

Segundo especialistas, o tratamento para lesões iniciais depende da localização do tumor e do estágio da doença. Se for detectado precocemente é curável por meio de cirurgias. Em caso mais avançados, usa-se quimioterapia, associado ou seguido de radioterapia. A taxa de mortalidade do câncer de boca gira em torno de 13%, considerada alta para os padrões da doença. No entanto, o prognóstico de cura é de 80% dos casos.

Para os oncologistas, a melhor forma de prevenir a doença é conscientizar a sociedade quanto aos riscos do consumo do fumo e excesso de bebidas alcoólicas. E reforçam, esclarecendo que tanto o câncer de laringe, no caso do ex-presidente Lula, quanto o de boca são curáveis, desde que tratados precocemente.
 
Por Maria Oliveira
 
Publicado em novembro de 2011

Read More

Andar é preciso

Estamos em plena primavera e a temperatura no Rio tende a ficar mais alta, segundo os boletins meteorológicos. Para o carioca, que tem um belíssimo litoral à sua disposição, isso não vem a ser problema, mas pretexto de curtir uma praia. Entretanto, antes de o verão chegar, é recomendável criar hábitos saudáveis e preparar o corpo adequadamente para receber esse calorão que se anuncia.

No verão, deve-se ingerir uma alimentação rica em frutas, legumes e muito líquido. Para completar o cardápio, é bom acrescentar uma atividade física que ajude o corpo a ficar em forma e a saúde em dia. Mas se o custo da academia não se ajustar ao orçamento, caminhar é a dica mais acessível ao bolso, sem falar nos benefícios que traz.

A caminhada é um ótimo exercício para queimar calorias e reduzir as taxas de colesterol ruim (LDL e VLDL) e aumentar o colesterol bom (HDL). É a atividade física mais indicada para o diabético porque reduz os níveis de glicose e melhora a ação da insulina. Além disso, é considerada a prática que oferece menos risco de lesões ortopédicas e cardiovasculares. Pelo contrário: fortalece músculos e ossos e diminui a frequencia cardíaca de repouso.
 
 


Caminhar ao ar livre melhora o humor e ajuda as pessoas a terem mais amigos. Como é uma atividade aeróbica, aumenta a oxigenação cerebral e, se realizada rotineiramente (pelo menos de três a quatro vezes por semana), é capaz de liberar a endorfina- hormônio responsável pela sensação de bem-estar, contribuindo para afastar a depressão e a ansiedade.

Seja na praia ou na rua, na pracinha ou no bosque, andar faz bem à saúde e não custa nada. Basta um tênis confortável e jogging adequado ao corpo, para se dar a largada. Se o que falta é atitude, então é bom lembrar que a caminhada regular, desde que bem orientada, é capaz de melhorar a saúde física e mental de quem a pratica.



Por Maria Oliveira
 
Publicado em Novembro de 2011

Read More

Guadalajara

A cidade do Pan tem nome: Pérola do Oeste


Os jogos Pan-Americano terminaram no último fim de semana e o Espetaculosas está na área para falar sobre como foi a competição e apresentar a cidade-sede.

Conhecida como Pérola do Oeste, Guadalajara é a capital do Estado Jalisco, no México, e o segundo centro cultural deste país, perdendo apenas para a Cidade do México. Com diversos museus e centros culturais, em 2005, ela recebeu o título de Capital Americana da Cultura.

Embora mantenha muitas tradições rurais, Guadalajara é uma cidade moderna e recebe importantes eventos como o Festival Internacional de Filmes de Guadalajara, a Feira Internacional do Livro e, agora, o Pan-Americano 2011, que deu um gás na região, fazendo com que diversas pessoas queiram saber um pouco mais sobre sua cultura.
A 16ª edição dos Jogos Pan-Americanos começou dia 14 de outubro e terminou no último dia 30. Foram 44 atrações esportivas, desde vôlei de praia, passando pelo clássico futebol até tiro com arco e pelota basca.

Os Estados Unidos lideraram o quadro de medalhas, com um total de 236. Cuba assumiu a segunda colocação, com 136 medalhas. Nós ficamos com terceiro lugar, com 141 medalhas, sendo 48 de ouro, 35 de prata e 58 de bronze. Em relação a 2007, o Brasil manteve o resultado em seis modalidades, melhorou em 11 e piorou em 18.
 
Curiosidades
 
- O vôlei brasileiro teve 100% de aproveitamento no Pan de Guadalajara, levando a medalha de ouro no masculino e feminino, de quadra e praia. 
 
- Thiago Pereira foi o esportista mais vitorioso da história do Pan-americano, ultrapassando o saldo do mesatenista Hugo Hoyama.
 
- Lucélia Ribeiro tornou-se a primeira brasileira tetracampeã no karatê.
 
- As modalidades que mais trouxeram ouro para nosso país foram atletismo, vela, natação e judô.

- Já para a ginástica olímpica esse Pan não foi nada agradável. A quebra da equipe feminina interferiu no resultado final da delegação e somente Daniele Hypólito trouxe medalhas. Já seu irmão, Diego Hypólito, conquistou muitos ouros junto com os companheiros nos Jogos de Guadalajara.


Por Sincer Ramalho

Publicado em outubro de 2011

Read More

A mulher e a menopausa

A partir de 40 anos, fase em que a mulher geralmente se sente afetivamente realizada, com filhos criados e no auge da profissão, infelizmente (ou não) ocorre a transição do ciclo reprodutivo ou fértil para o não reprodutivo. Tal processo chama-se climatério e se estende até a menopausa, por volta dos 51 anos. Durante esse período, é comum o aparecimento de crises de mau humor, insônia, ondas de calor, depressão e outras alterações que afetam a química cerebral. 
A menopausa é a última menstruação da mulher, decorrente da falência ovariana. “Meno” significa menstruação e “pausa” se refere à sua parada. Parada de quê? Daquele período desagradável em que a mulher sangra, às vezes durante uma semana inteira. Por isso, há quem fique torcendo para entrar nessa fase e livrar-se dos absorventes e das desagradáveis cólicas. Entretanto, é bom lembrar que, na ausência do ciclo menstrual, os hormônios sexuais femininos diminuem e podem afetar vários locais do organismo.
Após a menopausa, todo o sistema hormonal da mulher se altera. Os níveis dos hormônios, a forma como são produzidos e suas funções se modificam. As alterações clinicamente mais significativas envolvem o estrogênio, a progesterona, os androgênios e as gonadotrofinas. 
O estrogênio é o hormônio produzido pelo folículo ovariano em maturação e liberado na primeira fase do ciclo menstrual. Além de ser responsável pela textura da pele feminina, o hormônio está relacionado ao equilíbrio entre as gorduras no sangue. O sintoma mais característico e evidente da deficiência de estrogênio após a menopausa é a amenorreia prolongada.
Em resposta à queda dos níveis de estrogênio, o fogacho é o distúrbio mais comum associado à menopausa. São alterações vasomotoras que se caracterizam por períodos transitórios e recorrentes de rubor na face, sudorese e uma sensação de calor, frequentemente acompanhados por palpitações, sensações de ansiedade e, algumas vezes, seguidos por calafrios.



Segundo a Sociedade Americana de Menopausa, os sintomas vasomotores moderados a intensos constituem-se em indicação primária de Tratamento com Reposição Hormonal (TRH). No caso de contra-indicação à reposição estrogênica, diversas terapias alternativas podem ser utilizadas, sendo a mais eficaz o uso de progestágenos. 
Entretanto, produtos naturais, como fitoestrógenos derivados da soja e de outras plantas, vitamina E, black cohosh, licorice, ginseng e  dong quai são indicados, mas falharam em mostrar efeito em grandes estudos controlados e analisados. No entanto, por serem drogas inócuas e sem efeitos colaterais, muitos ginecologistas as prescrevem.
A maioria dos autores considera contra-indicações da TRH: antecedentes de câncer de mama, antecedentes de câncer de endométrio, tumores hormônio-dependentes, tromboembolismo venoso recente, tromboflebite aguda, trombofilias, sangramento vaginal de origem indeterminada, doenças hepáticas, infarto agudo do miocárdio.
Outros sinais, já perceptíveis na pré-menopausa, são a diminuição da libido e a alteração do humor. A atrofia vaginal é um fator importante que, associado à diminuição da libido e ausência de lubrificação adequada do canal vaginal, torna o ato sexual uma experiência dolorosa. Os sintomas vaginais incluem ressecamento, dispareunia e infecções vaginais e urinárias recorrentes.

Segundo o Urologista Luiz Carlos Gonçalves de Oliveira, a reposição de estrogênio melhora os sintomas urinários em mulheres menopausadas. Entretanto, recomenda que seja administrado o estrogênio por via local uma vez que menores doses podem atingir o mesmo efeito, sem provocar alterações em outros órgãos e efeitos colaterais sistêmicos. Por outro lado, lembra que a utilização da via tópica não atinge concentrações sistêmicas capazes de tratar fogachos e prevenir a perda da massa óssea, além de não poder ser administrado a pacientes com câncer de mama.
A deficiência de estrogênio também acelera a perda óssea após a menopausa. Na maioria dos casos, acontece de forma assintomática. Quando os sinais e sintomas da osteoporose surgem, se relacionam à ocorrência de fraturas. A dor óssea é consequencia tanto das fraturas quanto da deformidade óssea (cifose dorsal). O diagnóstico da osteoporose é firmado pela densitometria óssea.
Para as mulheres com osteopenia recomendam-se mudanças no estilo de vida, exercícios, dieta, suplemento de cálcio e vitamina D. E de acordo com especialistas, a terapia medicamentosa é administrada somente para pacientes com pelos menos um fator de risco ou deterioração progressiva da massa óssea.
Desse modo, resta saber como fica a cabeça da mulher após a menopausa. Segundo pesquisas recentes, a deficiência de estrogênio pode ter efeitos deletérios sobre o Sistema Nervoso Central. Portanto, as mulheres nessa fase apresentam dificuldade de concentração, diminuição da cognição e perda de memória recente. 
Nesse caso, são recomendáveis atividades que mexam com a memória como palavras cruzadas, carteado, leitura de bons livros, convivência saudável com familiares, lazer, caminhadas e tudo que dê prazer ao corpo e à mente. Afinal, a mulher merece envelhecer com dignidade.   



Fonte de pesquisa: MedGrupo. Estudo Dirigido. Ano 2007.

Por Maria Oliveira 

Publicada em outubro de 2011

Read More

O must das estações


Macacão, macaquinho, jardineira, saruel... Não importa o nome e, muito menos, modelo. A questão é que essa peça se tornou chave para qualquer ocasião e clima, desde que virou o must nas passarelas nacionais e internacionais. 


As celebridades já o adotaram como o queridinho do momento e por isso é comum encontrá-las por aí, desfilando seus modelos, seja para trabalhar, curtir a tarde ou, até mesmo, aquela balada. 


E diante de tanto sucesso, é impossível ficar indiferente a ele.  se você não sabe ainda qual modelo escolher, a boa notícia é que em sua variedade há um para cada tipo de corpo. Por exemplo, os largos, justos, curtos e compridos podem ser usados de forma mais casual, na praia ou durante uma noitada.



O macacão é uma dessas peças perfeitas para se investir, afinal dá para adequá-lo em todas as estações do ano. Independente do modelo ou material no qual foi confeccionado. A peça carrega em si o conforto elegante da moda carioca, a versatilidade do vestido e a praticidade e liberdade dos movimentos. 



Portanto, faça como Carolina Dieckmann, Barbara Paz e Christine Fernandes, escolha o que melhor lhe agradar e caia dentro desse que promete ser não apenas a sensação do verão 2012, como também do outono, inverno e primavera.




Por Tatiana Bruzzi

Publicado em Outubro de 2011

Read More

Jobs: a revolução do século XXI

Ideias, vontade de inovar, criatividade de sobra. Tudo isso em uma só pessoa: Steve Jobs. O cara que mudou a forma como o mundo lida com a tecnologia perdeu a luta para o câncer que tinha no pâncreas em 8 de outubro desse ano. 

Com isso, uma pergunta paira no ar: “Quem será seguido agora?”. Sim, Jobs era inventivo, talentoso ao extremo e todos queriam ter sua genialidade, copiar suas ideias. Em 1975, ele criou na garagem de seu pai o primeiro computador da companhia, o Apple I. A partir daí, a Apple transformou a maneira de as pessoas se relacionarem com a comunicação e a tecnologia. 

Mais tarde veio o iPod, revolucionando o mercado da música; o iPhone, alterando o desejo de consumo das pessoas, e o iPad - tablet que logo modificou o jeito como os indivíduos interagem, lêem, se informam. Com suas criações, as pessoas tornaram-se mais exigentes, sempre esperando algo ainda mais inovador. Com sua morte, como será o mundo? E a Apple? Continuará tão fantástica? 
O jornal Daily Mail divulgou que o gênio da tecnologia, mesmo debilitado, teria trabalhado no desenvolvimento de novos produtos para manter viva a essência de sua empresa e atender às expectativas de seus clientes, legião de fãs que ele conquistou com suas inovações. 



Já em 13 de outubro, aconteceu o primeiro lançamento da empresa após a partida de seu fundador: o iCloud (um tipo de disco rígido no céu, que armazena automaticamente o conteúdo, para que tudo esteja sempre à disposição no iPhone, iPad, iPod touch, Mac ou PC, permitindo que o usuário acesse os seus apps, fotos mais recentes a partir de qualquer dispositivo que estiver usando).
Jobs, o homem que tinha trabalho em seu sobrenome, transformou a interação entre ser humano e máquinas. Sua morte mexeu com milhares de pessoas, que se manifestaram de diferentes maneiras em todo o mundo: nas redes sociais, a maçã da Apple chorou e os iPads  reproduziram velas virtuais. 
Cada um entrou em luto de uma forma diferente, inovadora como Jobs adoraria que fosse. O mundo perdeu seu gênio e não se sabe como será daqui para frente, se os novos produtos terão o mesmo impacto, mas o legado de Jobs, esse, certamente, vai continuar mudando a vida de diversas gerações. 

Por Sincer Ramalho

Publicado em Outubro de 2011

Read More

Transtorno bipolar não é brincadeira

Bipolaridade virou sinônimo da variação de humor e, por conta do modismo, se tornou também diagnóstico para muitos. Porém, a maioria das pessoas não sabe a gravidade desse transtorno e os problemas que pode acarretar na vida de quem é bipolar.  

Conhecido como “psicose maníaco-depressiva”, o transtorno bipolar é muito mais que uma simples variação de humor. Identificar alguém com os sintomas é possível, mas se autodiagnosticar não.

Apenas um médico psiquiatra ou um psicólogo experiente é capaz de descobrir corretamente se um paciente sofre do transtorno bipolar, uma vez que não existem exames capazes de oferecer um resultado certeiro em relação à doença. 

Entenda a doença

Trantorno bipolar é um somatório de vulnerabilidade genética herdada em maior ou menor grau, e a distinção dele pode depender do grau de estresse emocional pelo qual o paciente está passando. Porém, nem sempre este processo é perceptivo. 

O tratamento para a doença carece do uso de medicamentos tarja-preta. E de acordo com especialista, até pode-se tentar medicina alternativa, porém com função paralela. Ou seja, de efeito complementar. 

Os efeitos colaterais dos medicamentos variam de acordo com a substância utilizada e sua reação no organismo. Entre eles há ganho de peso ou enjôo. Agora, em casos de superdosagem, intoxicação. Por conta disso, a posologia do medicamento deve ser controlada. Eletroconvulsoterapia (ECT) ou eletrochoque também é uma forma de tratamento segura e eficaz quando realizada em centro cirúrgico e na presença de um anestesista. 

Fique ligado!

- Bebidas alcóolicas potencializam os remédios e sintomas. Ou seja, sua combinação pode trazer consequências graves, como crises depressivas ou maníacas. 

- Em casos constantes de depressão ou distúrbios maníacos, procure logo um psiquiatra. 

Por Tatiana Bruzzi

Publicado em Outubro de 2011

Read More

Uma tragédia para ser lembrada

Infelizmente as tragédias são inesquecíveis. Mesmo quem não tem uma história triste para contar, se lembra de outras ocorridas com pessoas próximas ou distantes de seu convívio. Isso, em parte, graças aos meios de comunicação que transmitem em tempo real os acontecimentos e nos deixam chocados como se estivéssemos no local do evento. E foi através da televisão que o mundo assistiu ao atentado contra o World Trade Center, no dia 11 de Setembro de 2001.

Naquela manhã de terça-feira, eu estava conduzindo a minha turma para o refeitório da Escola Municipal Álvaro Alberto, na Barra da Tijuca. No refeitório, havia uma televisão que ajudava a manter as crianças entretidas enquanto merendavam. Curiosamente, ao invés de desenho animado, a TV transmitia um prédio em chamas. Parei para olhar e toda a turma ficou ao meu redor, quando um avião transpassou a outra torre. “Que filme maneiro, tia!”- gritou a voz inocente de um aluno de nove anos.

Depois, foi difícil esclarecer à turma o que ocorrera. Sabia que se tratava de um atentado terrorista contra o país mais poderoso do mundo. Mas como explicar isso a crianças que amavam O Homem Aranha, Batman e Super Homem; que adoravam beber Coca-Cola e comer no McDonald`s? Não foi possível continuar a aula normalmente. O jeito foi dar papel em branco para a turma desenhar. Não é preciso dizer qual a imagem mais reproduzida pelas crianças, naquela manhã de setembro.

Passados 10 anos, hoje essas crianças são jovens antenados que certamente souberam que Osama Bin Laden foi o responsável pela tragédia e morto este ano, como prometera o presidente Barack Obama durante sua campanha presidencial. Se estiverem lendo jornal, saberão que o local onde o World Trade Center foi destruído continua como um imenso canteiro de obras, com mais de três mil trabalhadores. E ainda, que um novo WTC está sendo construído e se chamará Freedom Tower (Torre da Liberdade). Com 541 metros, será inaugurado em 2013, ano da independência dos EUA.

Agora, se essa mesma turminha estiver levando a sério o vestibular saberá que o país mais rico do mundo está passando por uma crise financeira desde 2008. No dizer de Osama Bin Laden, os EUA deveriam “sangrar até o ponto da falência”. Quase que a praga deu certo: os atentados deixaram um legado de crise econômica no país por conta dos gastos militares na guerra contra o Iraque e o Afeganistão. Nesse sentido, houve uma mudança de visão da produção industrial, que se voltou mais para a área de defesa do que para o investimento em bens e consumo.

Finalmente, se essas crianças pobres da escola pública tiverem, um dia, a oportunidade de conhecer o berço de seus heróis de infância, passarão, como todo cidadão, por uma rigorosa inspeção nos aeroportos. Em nome da segurança, a privacidade das pessoas é testada diariamente com revistas minuciosas nas roupas, sapatos e bagagens. É constrangedor, mas necessário para que tragédias como a de 11 de Setembro, que matou 2.973 pessoas, não aconteçam outra vez.

Por Maria Oliveira

Publicado em Setembro de 2011

Read More

Adeus, Inverno

Quem sofre de doenças respiratórias sabe que, no inverno, o problema se agrava por causa do ar seco. Inverno? Sim, ainda estamos nesta estação, embora a primavera já esteja dando ares de sua graça. Mesmo assim, todo cuidado com a saúde é pouco, em face deste clima atípico. 

Segundo o Climatempo, a temperatura no Rio e São Paulo no último 7 de Setembro ficou em torno de 26° C, mas a umidade relativa do ar é desigual: no Rio está acima de 56%; em São Paulo é de 34%. Considerando-se que o índice ideal é de 60%, então as duas cidades da Região Sudeste não alcançaram o patamar desejado. Se esta variação afeta o espaço geográfico, logo é perceptível por pessoas portadoras de asmas crônicas e outros sintomas alérgicos.

Em locais onde os índices de umidade no ar são muito baixos - como em São Paulo, que já registrou neste inverno 11% - há aumento considerável no atendimento de doenças respiratórias decorrentes do ar muito seco. Os sintomas podem começar com irritação nos olhos, garganta, ouvido e nariz, além de piorar a situação de pessoas com rinite alérgica e asma. A pele também sofre com ressecamento, assim como os lábios.



A rinite alérgica é uma inflamação da mucosa do nariz decorrente do contato com poeira, mofo, cheiros fortes, produtos químicos, cigarro, mudanças de temperatura e umidade. Os sintomas podem evoluir de uma simples coriza, espirros, coceira no nariz, obstrução nasal, até se tornar crônica. O tratamento pode ser feito com soro fisiológico, antialérgicos, corticosteróides nasais e controle dos fatores ambientais que ativam as crises alérgicas. 

Com a umidade muito baixa, o ar chega ainda muito seco nos pulmões e pode desencadear a bronquite asmática. O doente tem crises de tosse, falta de ar e, algumas vezes, chiado no peito. Estes sintomas podem ser intermitentes ou persistentes e, se não tratados adequadamente, o paciente pode até morrer em poucas horas. 

Nas crianças, que ainda não desenvolveram um sistema imunológico satisfatório, as crises de bronquite geralmente surgem com mais frequência e o problema agrava-se quando o processo inflamatório fica crônico. A chamada bronquite crônica caracteriza-se por expectoração em pelo menos três meses por ano, em dois anos consecutivos.


Acredita-se que este clima seco possa durar até, pelo menos, o início de outubro. Então, aqui estão algumas recomendações de saúde:


- Usar umidificadores de ar ou colocar uma vasilha com água ou toalha molhada no lugar onde irá dormir;

- Manter a casa higienizada, arejada e ensolarada;

- Tomar bastante líquido para hidratar corpo e secreções;




- Evitar exposição prolongada a ambientes com ar-condicionado, já que este ajuda a ressecar o ambiente;

- Realizar atividades físicas antes das 10h ou após 17h, quando o ar está mais úmido;




- Forrar travesseiros e colchões com plástico, usar edredons ao invés de cobertores, retirar tapetes ou objetos que acumulem pó como livros, revistas, brinquedos de pelúcia e caixas;

- Evitar produtos de limpeza com cheiros fortes;

- Usar persianas laváveis;

- Evitar plantas dentro da casa;

- Não deixar ninguém fumar dentro de casa;

- Usar roupas leves quando a temperatura estiver elevada;




- Usar soro fisiológico para os olhos ou narinas se houver irritação;

- Evitar animais dentro de casa.

Fontes de consulta:

www.climatempo.com.br 
www.abcdasaude.com.br

Por Maria Oliveira

Publicado em Setembro de 2011

Read More
 

©2009Espetaculosas | by TNB